The Handmaid’s Tale: Cuidado, há perigo na esquina

by - 19:16

The Handmaid’s Tale é uma série de 2017 criada por Bruce Miller e distribuída pela plataforma Hulu, o seriado foi baseado no Conto da Aia (1985), livro da autora Margaret Atwood, que relata um universo distópico em que o governo dos Estados Unidos foi tomado por um sistema autoritário fundamentado no cristianismo, os “Filhos de Jacó”, que transformou a grande potência mundial em Gilead, uma sociedade dividida em castas que limita a população a exercer determinadas funções. A mudança é justificada pela desestabilização causada pela baixa natalidade, consequência da poluição e uso de agrotóxicos, a solução encontrada para reverter isso são as mulheres férteis servirem ao estado. As Aias, como são denominadas, tem como função principal participar de um ritual, no qual são estupradas por um dos comandantes (alto cargo de Gilead), com o objetivo de engravidar e fornecer um “fruto” a nação.

A história vai focar em June/Offred, uma Aia que serve ao comandante Fred e a sua esposa Serena. Ao longo da história descobrimos que June trabalhava em uma revista, era casada, tinha uma filha, bebia com as amigas nos finais de semana, gostava de ler e escutar música. Era uma pessoa comum, que poderia ser eu, você, sua irmã ou vizinha. Isso na minha opinião é o ponto mais fantástico da obra, não se trata apenas de uma realidade distópica e aterrorizante, é mostrado gradualmente como as mulheres foram perdendo seus direitos, sua voz, seu espaço e sua dignidade, se tornando apenas objetos com prazo de validade.

Algo parecido ocorreu em 1994 no Afeganistão, onde para confrontar uma invasão soviética um grupo islâmico extremista, Talibã, tomou o poder. Esse governo deixou marcas profundas, principalmente nas mulheres, que como em The Handmaid’s Tale foram perdendo seus direitos aos poucos, até o momento em que não podiam trabalhar fora de casa ou andar desacompanhadas.  

Esses casos, um ficcional e outro verídico, devem no mínimo nos fazer repensar sobre direitos, liberdade e democracia. Principalmente na atual conjuntura política do Brasil, devemos compreender que esses elementos são frágeis, mas ao mesmo tempo poderosos, motivos de luta e de guerra, por isso é necessário protegê-los e nunca subestimar a retirada deles.

Hoje na nossa pátria amada e idolatrada há perigo na esquina, eles até que venceram, mas o sinal não está fechado para nós, pois juntos somos fortes.

You May Also Like

1 comentários

  1. Eu sempre quis saber sobre o que se tratava esse seriado e o livro e agora sabendo fiquei chocada... E sobre o caso real...
    Nossa!! :(

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário! Se tiver um blog ou site, coloque o link!