5 músicas para ser resistência nesses tempos difíceis

Depois do primeiro turno das eleições do último domingo (7), houve crescentes ameaças e ataques as minorias por parte de grupos extremistas em várias regiões do país. Como aconteceu como o mestre de capoeira e compositor Romualdo Rosário da Costa, 63 anos, morto a facadas na madrugada dessa segunda-feira (8) por discutir política com apoiadores de Bolsonaro. Outros vídeos e fotos também foram divulgados nas redes sociais com discursos de ódio contra grupos negros, feministas, nordestinos e LGBT+, como ocorreu no metrô de São Paulo no dia 30 de setembro, onde um grupo de torcedores cantava: ''Ô bichada toma cuidado, o Bolsonaro vai matar viado'' é mais um dos exemplos dos ataques constantes sofridos.
Sendo assim, separamos pra vocês cinco músicas que exalam resistência de toda a população que ainda é uma minoria representativa. Embora sabemos o quanto esse momento esteja difícil para o país, ainda se deve ter esperança de um futuro melhor e força para seguir lutando pelas nossas vidas.

Johnny Hooker (part. Liniker)- Flutua



Baby, eu já cansei de me esconder
Entre olhares, sussurros com você
Somos dois homens, e nada mais
Eles não vão vencer
Baby, nada há de ser, em vão
Antes dessa noite acabar
Dance comigo, a nossa canção!
E flutua, flutua
Ninguém vai poder, querer nos dizer como amar
E flutua, flutua
Ninguém vai poder, querer nos dizer como amar


MC Sofia- Menina Pretinha


Vou me divertir enquanto sou pequena
Barbie é legal, mas eu prefiro a Makena africana
Como história de griô, sou negra e tenho orgulho da minha cor
Africana, como história de griô, sou negra e tenho orgulho da minha cor
Menina pretinha, exótica não é linda
Você não é bonitinha
Você é uma rainha
O meu cabelo é chapado, sem precisar de chapinha
Canto rap por amor, essa é minha linha
Sou criança, sou negra
Também sou resistência
Racismo aqui não, se não gostou, paciência
Chico Buarque- Apesar de você



Você que inventou esse estado
E inventou de inventar
Toda a escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar
O perdão
Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Eu pergunto a você
Onde vai se esconder
Da enorme euforia
Como vai proibir
Quando o galo insistir
Em cantar
Água nova brotando
E a gente se amando
Sem parar


MC Carol e Karol Conka- 100% feminista



Represento Aqualtune, represento Carolina
Represento Dandara e Chica da Silva
Sou mulher, sou negra, meu cabelo é duro
Forte, autoritária e às vezes frágil, eu assumo
Minha fragilidade não diminui minha força
Eu que mando nessa porra, eu não vou lavar a louça



Sou mulher independente não aceito opressão
Abaixa sua voz, abaixa sua mão
Mais respeito
Sou mulher destemida, minha marra vem do gueto
Se tavam querendo peso, então toma esse dueto
Desde pequenas aprendemos que silêncio não soluciona
Que a revolta vem à tona, pois a justiça não funciona
Me ensinaram que éramos insuficientes
Discordei, pra ser ouvida, o grito tem que ser potente


Beyoncé (part. Kendrick Lamar)- Freedom

Freedom! Freedom! I can't move
Freedom, cut me loose!
Singin', freedom! Freedom! Where are you?
Cause I need freedom too!
I break chains all by myself
Won't let my freedom rot in hell
Hey! I'ma keep running
Cause a winner don't quit on themselves


I'ma wade, I'ma wave through the waters
Tell the tide, "Don't move"
I'ma riot, I'ma riot through your borders
Call me bulletproof

Lord forgive me, I've been runnin'
Runnin' blind in truth
I'ma wade, I'ma wave through your shallow love
Tell the deep I'm new

Comenta aqui em baixo: quais outras músicas sobre empoderamento e resistência vocês conhecem?

You May Also Like

0 comentários

Obrigada pelo comentário! Se tiver um blog ou site, coloque o link!