God is a Woman: entenda as principais referências do clipe da Ariana Grande

Ariana Grande estreou, nesta sexta-feira (13/7) o clipe da sua nova música, “God Is a Woman”. O vídeo é dirigido por Dave Meyers, tem imagens incríveis e tá dando muuuito o que falar. Ao cantar que Deus é mulher, Ariana traz uma releitura da história da humanidade e da Bíblia com um olhar feminino. O clipe está recheadíssimo de referências e, com a ajuda de fãs, vamos desvendar algumas aqui!


Orgão Sexual Feminino
Recentemente, Ariana tweetou: “vagina é um privilégio”. Ariana aparece no meio de uma pintura, que lembra o órgão genital feminino. Além disso, vaginas são referenciadas várias vezes no vídeo.
Nesse momento do clipe, além do gesto que Ariana Grande faz com a mão, é possível notar que ela está no meio de um triângulo com o sol e a lua orbitando ao seu redor. O triângulo simboliza a Santíssima Trindade. Com os planetas ao redor de Ariana, ela se coloca como Deus no centro do universo.
Ariana também exalta o ato de dar à luz e gerar a vida.

O Pensador
Quando Ariana aparece gigante, em preto e branco, com homens pequenos gritando ofensas, há uma semelhança da pose da cantora com a escultura “O Pensador”, de Auguste Rodin. A cena também mostra como a mulher é agredida e julgada pela sociedade machista.

Topeira
Essa parte eu achei bem maluca hahaha! Mas, segundo as teorias dos fãs, a topeira tem a capacidade de cavar túneis subterrâneos e são criaturas solitárias, gerando disputa entre os machos quando as encontram. Na época da reprodução, para procurar as fêmeas, eles dão gritos agudos e cavam túneis. Já outros fãs dizem que as topeiras são uma referência a um trecho da Bíblia. Um pouco confuso, talvez.

Lupa Capitolina
Na cena em que Ariana está enorme com três homens abaixo dela, é uma possível associação à escultura “Lupa Capitolina”, na qual os irmãos Rômulo e Remo, figuras mitológicas, mamam em uma loba. De acordo com a  lenda, eles foram jogados no rio quando bebês e salvos por uma loba que cuidou deles e os amamentou.

Madonna
Temos muitas homenagens à rainha do pop nesse clipe, hein? Rodeada por lobas, Ariana Grande usa o icônico sutiã de cone usado por Madonna em 1990. Além disso, sobre essa cena, muitos fãs acreditam também haver uma referência a uma figura mitológica grega: Cerberus, um guardião que guarda as portas do submundo para impedir a saída dos mortos. Outros também dizem que Ariana faz uma alusão à Perséfone, deusa do submundo.
A voz de Madonna aparece em um trecho do clipe, citando a passagem bíblica de Ezequiel 25:17 (conhecida no cinema como aquela de Samuel L. Jackson em uma cena do filme “Pulp Fiction”). O discurso de Madonna é ouvido dentro do Panteão, em Roma. O local funciona como uma igreja dedicada à “Santa Maria e os Mártires”.

Olhos de gato
Nessa cena, Ariana faz uma alusão à deusa Bastet, uma divindade solar, deusa da fertilidade e protetora das mulheres e dos gatos.

Criação de Adão
Certamente um dos momentos mais marcantes do clipe. Ariana traz uma releitura da pintura “A Criação de Adão”, pintada por Michelangelo na Capela Sistina. Na versão de God is a Woman, a criação é de Eva e Ariana trocou todas as figuras masculinas por femininas.

Ufa!! Muitas referências né? E tem mais rolando pelas redes socias... Você tem mais alguma? O que achou do clipe? Conta tudo pra gente!
Fontes: Twitter @hollandelirio e Popline.

You May Also Like

0 comentários

Obrigada pelo comentário! Se tiver um blog ou site, coloque o link!